MENU
20140912_GTAB

GTA V No PS4 é enorme, precisa de espaço...

Far Cry 4

Far Cry 4: Ubisoft traz para a BGS 2014...

08/10/2014 Views: 1599 PC, Plataformas

O equipamento realmente faz diferença?

Desde a terceira geração de consoles, tanto consoles quanto PCs tem bastantes equipamentos para auxiliar em determinados tipos de jogos e de jogadores. Especialmente no PC, você tem um monte de aparelhos, que eu chamá-los de vários nomes (equipamentos externos, periféricos externos, tranqueira, bagulhos, bagaças, etc.) que pode melhorar cada vez mais a experiência de gameplay, como mouse, teclado, headset, caixas de som, joystick, arcade stick, monitor extra, etc. Mas essas coisas custam uma grande quantidade de dinheiro que nem todo mundo tem condições de comprar, então uma grande maioria prefere ficar com os equipamentos básicos. Mas será que realmente vale a pena pegar um bom equipamento? Muda mesmo a experiência de gameplay, seja sozinho ou com amigos? Irei expor meus argumentos.

KEy

Se você é um PC gamer, você sabe muito bem que o ponto fraco de jogar no PC é que tem aquele “problema” que, nem todo jogo que você for jogar vai rodar perfeitamente no seu PC, geralmente exigindo um upgrade do seu hardware, enquanto que nos consoles você não precisa se preocupar com isso, só manter o firmware atualizado. Mas não só os periféricos internos podem ser atualizados para algo melhor, os externos também. Você concordaria comigo que uma GeForce GTX 660 é melhor que uma GTX 210? Ou que 16 Gb de RAM é melhor do que 8Gb? Com periféricos externos é a mesma coisa. Um bom teclado, por exemplo, tem um encaixe melhor para vários tipos de superfície para ter um grande atrito, impedindo que o teclado saia do lugar numa jogatina intensa, tempo de resposta excelente para não ter delay em suas ações, conforto para as mãos, dedos e pulsos, e entre outras coisas. Tudo isso planejado para dar o máximo de conforto ao jogador e o máximo de capacidade possível para que o gameplay seja feito com “força total”, sendo muito melhor do que aquele teclado que você compra no Takahashi (é uma papelaria aqui na minha cidade… Cara pra caramba).

Também podemos destacar sobre tranqueiras mais técnicas, que auxiliam mais a experiência do gameplay do que o gameplay em si, como headsets, monitores de alta qualidade, etc. Headsets considerados gamers ou profissionais são excelentes pela qualidade de som que ele pode alcançar. Você já ouviu aquele seu amigo playboy que “tem as peça tudo foda” dizer que já teve vezes que ele se salvou ouvindo os passos do adversário do lado ou atrás dele? Isso não é mito. Os headsets games conseguem alcançar qualidade de som de 5.1 até 7.0 (se você tiver um soundcard externo original também ou uma mesa de som externa). Os headsets mais simples não alcançam tal qualidade de som, então mesmo que tenha uma ótima qualidade de som, não tem a capacidade de transmitir claramente os detalhes mínimos de som, o que poderia ter evitado de você ter sua dog tag roubada.

KEy2

Então, podemos concluir que periféricos externos de alta qualidade influenciam na experiência que você terá com vários jogos e, com certeza, podem ajudar você no seu gameplay. Mas, como dito no início desse artigo, nem todos têm condições de comprar um equipamento de alta qualidade para jogar. E não ter toda a bagaça de alta qualidade não quer dizer que você perderá toda a experiência de um bom jogo. Não importa se o equipamento do indivíduo é de baixa qualidade ou se é de ouro e pedaços lascados de pedras preciosas, se uma pessoa não souber ver um bom jogo, ela não será capaz de apreciá-lo de forma alguma. O equipamento externo não faz você se bom ou curtir a experiência de verdade, ele só a melhora.

 

fonte: www.radiogamesbrasil.com.br/

Tags: , , ,