MENU

Surpresa: Diablo III vai demorar mais um pouco

Polícia de Max Payne 3 será baseada no Garra,...

13/02/2012 Views: 1781 PC

A saga de Diablo tem uma versão brasileira (e ela não foi feita pela Blizzard)

A Blizzard faz um ótimo trabalho de localização de seus jogos para o Brasil, como já pudemos ver em World of Warcraft. Mas mesmo com todo esse esforço, ainda ficamos sem versões brasileiras para boa parte do excelente material relacionado às franquias da empresa, como os romances e livros de “lore” – a lenda, os mitos e histórias complementares por trás das sagas de Warcraft, StarCraft e Diablo.

E isso é uma pena, pois Romances como a trilogia The Sin War, de Richard A. Knaak, são – além de um belo complemento educacional para os fãs de Diablo – muito bem escritos. Obras narrativas verdadeiramente interessantes mesmo para quem não é muito chegado nos jogos da Blizzard. Talvez chegue um dia em que a Blizzard consiga localizar toda a sua vasta gama de material complementar para o português, mas por enquanto o único jeito é ler em inglês mesmo. Ou será que não?

Ricardo Cicarelli, um analista de sistemas de 29 anos que vive em São Paulo, não gosta de esperar. Talvez porque, como fã obcecado pela saga Diablo, ele tenha esperado demais pela já mencionada trilogia The Sin War e pelo mais recente Book of Cain, um livro que reconta toda a história do universo de Sanctuary (e é bonito para caramba, também).

O problema de Ricardo não era ler as obras em inglês, mas não ter com quem discutir as lendas abordadas nesses livros. Ele queria que seus amigos também pudessem conhecer a saga de Diablo a fundo, e ele queria isso para ontem.

A solução foi reescrever toda a “lore” da série em português, por conta própria. Mas não foi uma mera tradução. Ricardo escreveu com suas próprias palavras a história de Sanctuary e da batalha sem fim entre o céu e o inferno.

Foram 4 meses de labuta para terminar todo o texto, mas não foi só isso. Ricardo também fez uma bela diagramação para seu trabalho. Some então mais 2 meses organizando artes, editando estilos, manchando as páginas de sangue e, provavelmente, lutando para encaixar seu texto nas páginas sem zoar os parágrafos. Um trabalho profissional nas mãos de um fã. Ou de três: Sarah Meneses revisou o texto, Bruno Rantin Po fez o design.

“Sobre a localização dos jogos no Brasil, penso que não se trata apenas de acreditar no nosso mercado e ser pioneira, trata-se também de manter o alto padrão de qualidade e garantir que este produto acompanhe o nível esperado pelos fãs”, explica Ricardo. E ele diz que, pelo que a Blizzard mostrou em StarCraft II e WoW, “posso afirmar que eles estão no caminho certo”.

O resultado do empenho desse fã da Blizzard é uma ótima chance para quem não entende inglês e quer conhecer a história da série antes da chegada de Diablo III (não que você precise ter pressa). São mais de 90 páginas de história, complementadas com belas ilustrações feitas pela Blizzard. O resultado ficou tão bacana, aliás, que foi fixado no fórum oficial do jogo.

Ricardo torce para que um dia todo o material oficial chegue por aqui com o mesmo padrão de qualidade que sempre assumimos como certo quando o assunto é Blizzard. Enquanto isso, como o cara legal que é, ele disponibilizou o livro que escreveu gratuitamente na internet. Você pode baixar aqui.

Fonte: http://www.kotaku.com.br/

Tags: , , , ,