MENU

Half-Life como você nunca viu

11 coisas que você não sabia sobre Bill Gates

06/06/2011 Views: 703 Curiosidades

10 funções do Android que o iPhone não tem

Aqui não temos uma preferência cega nem pelo Android nem pelo iPhone, ambos têm as suas vantagens e desvantagens e não pretendemos com este artigo inflamar rivalidades mas apenas chamar a atenção das pessoas.
Se têm um Android não desperdicem estas funcionalidades e se têm um iPhone podem sempre ficar a saber o que vos pode esperar no futuro, caso a Apple não queira ficar para trás.
Uma das principais vantagens do Android é tratar-se de um sistema aberto, permitindo aos programadores uma liberdade superior na inovação e processo criativo, é muito provável que algumas destas funcionalidades sejam possíveis no iPhone através do Jailbreak ou outros “hackings” à plataforma.

Teclados Alternativos

Existem várias possibilidades, desde o SwiftKey que utiliza um dicionário e também analisa a vossa escrita de forma a prever com bastante precisão a palavra que pretendem inserir, até ao inovador Swype em que apenas precisam de fazer a ligação entre as letras da palavra que querem escrever. Sem esquecer o 8pen que promete uma escrita rápida e acessível através de gestos.
A vantagem que o Android tem neste campo em relação ao iOS é a possibilidade da total integração destes teclados no sistema sem ter de “correr” uma app externa e depois copiar o texto para o campo da mensagem.
Automação
Novamente, o facto de se tratar de um sistema aberto, permite refinar e dar acesso a configurações mais avançadas de forma a transformar o seu smartphone num super-smartphone.
Aplicações como o Tasker permitem ligar e desligar apps e funcionalidades consoante o local, hora e praticamente qualquer outra condição.
Esta aplicação permite ao utilizador aceder às mais profundas configurações do sistema e criar perfis de funcionamento bastante personalizados e avançados.

Personalização
Enquanto que no iPhone por defeito não pode personalizar profundamente as suas janelas sem que o tenha “desbloqueado”, o Android suporta vários “gestores”, tais como o LauncherPro ou o ADWLauncher EX.
Esta possibilidade cria um leque vasto de possibilidades de organização dos ecrãs ao gosto e vontade do utilizador, facilitando o acesso às aplicações e funções do telemóvel.
Com este tipo de “gestores” pode definir vários gestos e movimentos que permitem criar atalhos e aceder rapidamente a funções e aplicações, apenas com o movimento dos dedos sobre o ecrã.

Widgets
Graças aos referidos gestores do ecrã podemos adicionar bastantes widgets e dimensioná-los a gosto.
Esta possibilidade vai desde o simples facto de podermos aceder directamente à previsão meteorológica até ao rápido acesso à nossa música ou vídeos, pois é simples colocar um widget com o nosso player e que nos permite gerir todos os conteúdos multimédia.
Mas nem só de divertimento são capazes os widgets, podemos ter logo à mão uma lista com as tarefas diárias ou ao acesso directo e rápido aos nossos documentos.
Esta capacidade é amplificada graças ao facto de podermos distribuir os widgets pelos vários ecrãs, garantido que temos tudo à distância de um leve arrastar de dedos sobre o ecrã.

Bateria e Armazenamento removíveis
Uma vantagem vinda directamente do hardware, mas mais uma vez influenciada pelo facto do Android ser um sistema livre e qualquer fabricante o poder implementar nos seus dispositivos, criando várias possibilidades de acesso ao hardware.
Não existe qualquer dificuldade em abrir o dispositivo e substituir a bateria ou o cartão de memória, enquanto que no iPhone estamos limitados à capacidade que o dispositivo tem à partida.
Esta simplicidade e liberdade de acesso faz com que possamos ter sempre uma bateria extra para um caso de uma emergência, basta fazer saltar a tampa e trocar a bateria e temos novamente bastantes horas de funcionamento pela frente. É verdade que existem várias soluções para iPhone que permitem prolongar a bateria, mas a maioria vem sobre a forma de uma capa externa onde vem a bateria extra, facto que dá bastante volume ao dispositivo e estraga a sua estética.

Instalação de aplicações “sem fios”

Descobrir novas aplicações apenas através do “pequeno” ecrã do App Market é tudo menos divertido e acessível, mas no caso do iPhone é a única possibilidade além de ligar o dispositivo ao iTunes.
Com o Android Market basta acedermos ao site através de qualquer browser e navegar pelas categorias de aplicações, escolher as que pretendemos e carregar no botão “Instalar”, alguns segundos depois as mesmas estão a ser descarregadas e instaladas no dispositivo Android que escolher-mos, no caso de termos vários.
É difícil criar um método mais conveniente que este.

ROMs Personalizadas

Apesar de existirem imensas aplicações para Android que nos dão acesso a inúmeras funcionalidades, o facto do próprio sistema ser Open Source permite a qualquer pessoa (com conhecimento técnico) pegar na base do Android e criar o seu próprio sistema personalizado e optimizado.
Um dos mais avançados é o Cyanogen Mod, mas existem muitos mais. Para os menos entendidos que querem tirar o máximo partido do seu dispositivo Android e se vêem limitados pelas actualizações da versão oficial, uma ROM personalizada é a solução.
Um bom exemplo da vantagem destas ROMs personalizadas é o facto de se poderem instalar praticamente em qualquer dispositivo Android e dar a um smartphone de gama baixa as mesmas funcionalidades que só se encontram num topo de gama.
Além de grande parte das vezes vos dar acesso à ultima versão do Android, garantem ainda acesso a funcionalidades por vezes escondidas nas versões oficiais. Se querem conhecer mais sobre estas ROMs e sobre o vosso dispositivo Android nada como dar um salto até ao AndroidPT.

Acesso remoto a partir do computador

Existem diversas aplicações que permitem aceder ao vosso dispositivo Android que dão acesso a funcionalidades tais como o envio de mensagens ou qualquer outra a partir do vosso browser.
Uma funcionalidade que se torna útil principalmente em ambientes de trabalho, em que podem facilmente responder a uma mensagem recebida no telemóvel através do computador e inclusive aceder ao GPS. A aplicação chama-se LazyDroid.
É um facto que podem aceder através de VNC ao vosso iPhone mas não se trata do mesmo nível de acesso que uma aplicação deste género dá às mais básicas funções.

Conteúdos em Flash

Diga-se o que se disser sobre o Adobe Flash, sobre o seu pesado trabalhar e a possibilidade de já se fazer o mesmo através de HTML5, a realidade é que ele está em todo o lado e muitas vezes é quase impossível usufruir da total experiência de navegação web no smartphone sem Flash.
Quer seja no simples acesso a um website, ou a visualização de vídeos em sites sem players alternativos (a grande maioria) até a um jogo online.
Ter Flash disponível no nosso smartphone ou tablet tem vantagens e garante uma experiência completa de navegação na web.

Integração das Apps no sistema
Como já referi em cima, no Android podem integrar um teclado à escolha directamente no sistema, e sempre que precisarem de escrever é esse mesmo teclado que aparece e não o que vem por defeito no vosso dispositivo.
Por exemplo, para quem pode dar uso total ao Google Voice, e quer fazer todas as chamadas através da aplicação, basta definir o mesmo como aplicação por defeito para realizar chamadas e sempre que marcarem um número o Google Voice será utilizado para tal. Ao contrário do que acontece no iPhone em que as aplicações vos direccionam para o marcador default do sistema.
É este tipo de integração das aplicações no sistema Android que permite uma utilização livre e personalizada, seja em chamadas, SMS, voicemail e até mesmo no browser ao contrário do que acontece no fechado sistema iOS.

Tanto Android como o iOS tem as suas boas funcionalidades, é uma questão de escolha de qual se adequa melhor ao uso que lhe iremos dar.
Está provado que o Android vence em algumas frentes, mas o iPhone não deixa de ganhar batalhas e é este tipo de rivalidade que cria inovação, e quem fica a ganhar são os utilizadores.

Fonte: http://www.gamevicio.com.br/