MENU

O Senhor dos Anéis mais sangrento da história

Adeus, produtividade: UOL Jogos indica dezenas de ótimos jogos...

14/04/2011 Views: 909 Nintendo DS, Nintendo Wii, PC, Playstation, PSP, Xbox

LEGO com sabre de luz Star Wars III: The Clone Wars

O último jogo da série LEGO traz uma história que mistura o enredo do popular filme Guerra nas Estrelas, com a não tão popular assim (pelo menos aqui no Brasil) série animada de televisão inspirada nos filmes. Só que tudo é contato da perspectiva das simpáticas peças de lego.


E ainda bem que o visual do jogo é simpático, os personagens são bonitinhos e o visual dos gráficos é legal, porque em termos de jogabilidade o jogo não apresenta muitos desafios e a quantidade de bugs que são encontradas durante a sua aventura é tão irritante quanto pisar descalço em uma peça de lego.

Os jogadores que não estão familiarizados com os filmes da série não vão ficar perdidos na trama. Além de cada fase ter uma explicação durante a introdução no melhor estilo Guerra nas Estrelas com o letreiro amarelo que vai subindo, a história flui bem e os cenários que misturam ambientes mais realistas com lego incentivam o jogador a progredir.

O jogo apresenta dezenas de personagens, desde soldados imperiais até o jedi mais poderoso, e você pode controlar todos eles. Para resolver determinados puzzles, ou simplesmente abrir portas e destruir itens, o jogador precisa utilizar o poder específico de um personagem, o que faz com que você tenha que mudar de um para o outro constantemente.

Não são poucas as vezes em que o botão para mudar de personagem não funciona imediatamente na hora em que você o aciona, o que faz você tomar tiros, ficar bravo e pensar em desistir do jogo. Mas quem consegue virar a cara para os adoráveis legos sem pelo menos dar mais uma chance, não é mesmo? Os botões que acionam portas também podem ser um tanto quanto teimosos as vezes, mas apesar de isso não passar desapercebido, não tira completamente o fator diversão do jogo.


Ao todo são 18 missões espalhadas por 13 planetas diferentes e todas elas trazem desafios diferentes. Alguns puzzles são um tanto quanto sem pé nem cabeça e é necessário interromper a ação para colocar a mão na cabeça e tentar descobrir o que é necessário fazer. E você não tem essa sensação somente quando está resolvendo puzzles, no geral o jogo não deixa bem claro qual é o seu objetivo, além de matar as coisas que atiram em você.

Demora um tempo para perceber que, por exemplo, não são todos os personagens que conseguem abrir uma determinada porta. É necessário usar alguém que consiga destravá-la, mas o jogo não indica que tipo de poder é necessário ou quem pode abri-la. Em alguns casos, nenhum dos seus personagens consegue abrir a porta, mas você não sabe disso, então fica lá procurando por objetos que possam ajudar, dando tiros, rezando e fazendo macumba para que a porta abra.

Uma das novidades do jogo são as batalhas em grande escala, nas quais o jogador enfrenta hordas em inimigos em grandes cenários. Os jogadores também podem construir armas como canhões, barricadas e escudos para se proteger ou em situações estratégicas.

Apesar de trazer muitas novidades na jogabilidade, como o arremesso de sabres de luz para atingir inimigos à distância, novos personagens e cenários, LEGO Star Wars III: The Clone Wars tem uma série de pequenos problemas que tiram parte da diversão e continuidade do jogo.

 

Fonte: http://www.gametv.com.br