MENU

Novo Tomb Raider será revelado em janeiro

Metacritic libera os jogos mais bem avaliados na categoria...

01/12/2010 Views: 2962 Kinect, Xbox

Kinect Sports

Era inevitável. Um jogo esportivo era algo praticamente obrigatório para a primeira safra de game do Kinect. Entretanto, “Kinect Sports” não é uma cópia barata de “Wii Sports” (mesmo tendo boliche e boxe em seu repertório), o jogo tem muita personalidade, algo que era de se esperar, já que quem desenvolveu o jogo não foi ninguém menos do que a lendária Rare.

Em “Kinect Sports”, a sala se transforma em uma quadra de vôlei de praia, um campo de futebol, pista de atletismo e por aí vai. São nove esportes que mexem com o corpo como nenhum outro jogo de videogame já fez. E é bom estar preparado, pois saltar, socar e chutar vai fazer qualquer um suar a camisa – literalmente.

Veja o trailer de lançamento

Assim como em “Kinect Adventures, é necessário bastante espaço para jogar. Talvez até mais do que o de costume, já que os movimentos são mais amplos. No caso do futebol, por exemplo, chutar de voleio ou dar cabeçadas faz qualquer um se sentir um craque. Essa é a modalidade mais diferente e que talvez mais combine com o público brasileiro. Mas não existem muitos segredos, basta tocar a bola para o jogador mais livre e chutar para o gol – dificilmente o goleiro tem agilidade suficiente para agarrar.

Na defesa a coisa é mais simples: basta ficar na frente do adversário para interceptar o passe e o ‘fair play’ é tanto que os atacantes esperam a defesa se organizar. Por essas e outras é bom estar acompanhado, pois o computador não é um adversário digno – pelo menos não com a pelota na mão.

Muito além do futebol

Já o vôlei de praia, que parecia ser o esporte mais complexo, é na verdade um dos mais divertidos. Ao pisar na areia virtual é possível fazer todos os fundamentos, desde a recepção com a manchete, levantamento, cortada e até a deixadinha junto à rede. As partidas são tão divertidas que até mesmo a dupla Ricardo e Emanuel – campeã olímpica em 2004 – deveria experimentar.

O boliche é mais fácil com o Kinect do que no Wii, pois o jogador não precisa se preocupar em tirar o dedo de um botão para soltar a bola. Basta apontar e fazer o movimento de arremessar a bola. É possível fazer efeitos, mas para isso é necessário algum treino. Aqui até quatro jogadores podem se revezar e descobrir quem é que faz mais strikes.

Futebol, boliche e muito mais

O boxe também é bem intuitivo, e em níveis avançados o computador é bem sagaz. Basta dar socos, ganchos e diretos e, claro, se defender dos ataques adversários. Essa modalidade tem um pouco mais de estratégia, já que é dado um bônus de força a cada defesa bem sucedida, evitando assim que as pessoas fiquem dando socos incessantemente. O Kinect consegue entender bem o que o jogador faz com as mãos, mas o trabalho com as pernas não é identificado.

Já os jogos olímpicos consistem em uma série de atividades e é o que mais se parece com um modo de carreira. São cinco provas que envolvem correr e saltar, ou fazer o movimento de arremesso, igual ao que os atletas fazem. A única exceção é o arremesso de disco, no qual a câmera não identifica o giro do jogador – o que é até bom, evitando que as pessoas fiquem tontas no meio da sala.

Fora os esportes principais existem diversos minijogos usando os temas já apresentados, como ser um goleiro e agarrar o maior número de bolas, ou jogar boliche com pinos que não param de surgir. São brincadeiras divertidas, que quebram a monotonia e dão uma grande sobrevida ao game.

O Party Mode é o mais recomendado para jogos em grupos, já que os jogadores definem quais modalidades serão executadas antes do início, eliminando assim um monte de menus que só atrapalham a experiência. O mais divertido é que o jogo reconhece o rosto de cada participante, trocando os avatares de uma forma descomplicada.

CONSIDERAÇÕES
Diferente de “Kinect Adventures”, “Sports” traz bastante diversidade. Os jogadores vão se divertir por muito tempo, mesmo com a falta de um modo solo mais robusto e elaborado. “Kinect Sports” pode não ser o jogo mais original do mundo, mas com certeza é um dos games mais divertidos dessa primeira leva do sensor de movimentos da Microsoft.

Fonte: http://jogos.uol.com.br/

Tags: ,