MENU

“Call of Duty: Black Ops” quebra recordes de vendas...

Black Ops vende 5,6 milhões de cópias e bate...

10/11/2010 Views: 2730 Playstation

EA Sports MMA

“Mundos vão colidir”. A frase de impacto que estampa a contracapa de “EA Sports MMA” não é apenas uma metáfora para impressionar: de fato, o novo título da Electronic Arts encara a franquia “UFC” da THQ, tida como referência na área. Porém, a gigante do mercado de games entrou de cabeça no mundo das lutas mais violentas do mundo dos esportes e consegue divertir um bocado.

O primeiro passo para ir em direção à vitória foi utilizar um sistema de jogo muito bom, porém subutilizado: o da série de boxe “Fight Night”. Assim, a alavanca esquerda controla o lutador e a direita os seus golpes, como socos e chutes. Com os botões de ombro o lutador modifica o golpe, passando para golpes na linha, chutes e defesa. Com os botões de face é possível fazer golpes de agarrar, derrubar e submissão. Há também a opção de usar os botões frontais, mas ao usá-los o espírito de simulador se perde.

As variações para os golpes de agarrar podem ser feitos com enforcamentos ou deslocamento de membros. Na primeira opção, é necessário que o jogador encontre o ponto exato em um círculo que aparece na tela usando a alavanca esquerda, já os deslocamentos podem ser feitos apertando o botão de submissão em intervalos regulares para manter a resistência do lutador – ficar pressionando freneticamente não funciona. Claro que a EA Sports pensou usar os botões de face para dar socos e chutes, mas dessa forma a variação de golpes fica bastante reduzida e acaba com a experiência de estar jogando um simulador de Vale Tudo.

O modo de carreira de “MMA” serve para duas coisas. A primeira é mais evidente e ensina ao jogador todas as minúcias do controle, inclusive como fazer combos, praticar a defesa e fazer os golpes especiais. A segunda é para dar um propósito para jogar sozinho, já que não existe um modo “Arcade”, mas apenas a opção de fazer lutas simples ou online.

Da mesma forma que “Fight Night”, a carreira permite que o jogador crie um lutador para enfrentar as maiores lendas dos campeonatos do gênero. O processo de personalização é bem amplo, permitindo usar fotos do jogador para criar o rosto do astro dos ringues ou utilizar um dos 50 rostos pré-configurados. Claro que perfumarias como a escolha de músicas, roupas, tatuagens também estão presentes para agradar os fanáticos pelo esporte.

O processo é bem detalhado e inclui também o estilo de arte marcial do lutador. São nove opções que incluem judô, kick boxing, muay thay e o clássico jiu jitsu. Cada arte marcial tem atributos iniciais diferentes que ditam a especialidade do combatente. Caso escolha judô, os golpes de arremessos são mais poderosos, já com boxe os socos e ganchos são as armas para nocautear os adversários. A especialização inicial serve apenas para dar um pontapé na vida dentro dos ringues, pois durante o modo de carreira o jogador pode aprender golpes de outras artes marciais para desenvolver o seu personagem.

Fonte: http://jogos.uol.com.br

Tags: , , , ,